Aqui, há uma linha que separa o teu mundo, do meu imaginário. Aqui não há protagonistas, há protagonizados. Aqui não há espaço para políticos e suas políticas, há Pessoas que são parte do meu espaço... E quem sabe, não serás tu, seja lá quem fores, o próximo contemplado... Pedro Manaças

domingo, 15 de dezembro de 2013

Steven Spielberg

Steven Allan Spielberg, nasceu em Ohio - EUA, 1946. Com 13 anos de idade venceu a sua primeira curta, com o filme "Fuga Do Inferno". Aos 25 anos realizou a primeira longa-metragem "Encurralado", 1971 e o seu primeiro filme de grande sucesso foi "Tubarão" de 1975, e aqui começa a longa e meritória era de Spielberg.

Obras mais conhecidas:
"Jaws"
"Indiana Jones"
"E.T."
"Jurassic Park"
"Schindler's List"
"Lincoln"

Vencedor do Prémio Oscar em 1993 como melhor realizador e melhor filme "A Lista de Schindler" e, em 1998, como melhor realizador em "O Resgate do Soldado Ryan".

Esta caricatura está incluida num EZine dedicado a autores nacionais da Ilustração e Banda Desenhada, com o tema "Fantazia": http://www.calameo.com/read/000653637ac8e37a13db8

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Edgar Allan Poe

Edgar Allan Poe, nasceu em Boston (EUA), 1809 e foi um autor, poeta, editor e crítico literário. Foi um dos primeiros escritores de contos policiais e ficção científica. Distinguiu-se tanto pela sua inteligência, quanto pela sua indisciplina e inquietação, o que o levou a ser expulso da Universidade de Charloteville e da Academia militar de West Point. Após a morte da sua mulher Virginia Clemm, o escritor passou a beber cada vez mais e começou a ter os primeiros ataques de delirium tremens. Morreu numa madrugada, após horas numa taberna em Baltimore, aos 40 anos. Poe tornou-se num fenómeno da literatura, destacando-se em obras como "The Raven" (1845), "Annabel Lee" (1849) e no volume "Histórias Extraordinárias" (1837).

sábado, 26 de outubro de 2013

Geraldes Lino

Geraldes Lino, natural de Lisboa, é divulgador, estudioso e coordenador na área da BD. Foi colaborador em várias revistas de Banda Desenhada e comissário de exposições. É o fundador da Tertúlia de BD de Lisboa, em 1985, e foi o dinamizador até ao corrente ano (2013). Editou vários Fanzines, tais como "Tertúlia BDZine", "Folha Volante", "Autobiografias Ilustradas" e "Efeméride". Homenageado, este Ano, no Amadora BD.
Criador do Blog Divulgando Banda Desenhada.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Luiz António

Luiz António é o menino que emocionou sua mãe com suas palavras protectoras sobre os animais. Luiz  reivindica o direito à vida destes seres vivos tal como os seres humanos. O video reproduzido na internet através do Youtube chamou a atenção em qualquer parte do globo...

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Maisa Antunes

Cláudia Maisa Antunes Lins é natural de Juá da Bahia, Brasil e é professora da UNEB, Universidade do Estado da Bahia, no Departamento de Ciências Humanas. Doutoranda pelo CES, Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra, em Portugal. Publicou "A Arte e a Educação" e, mais recentemente, "Arte Versus Educação", tendo participado em outros projectos artísticos individuais e em parceria com outros autores. Fará parte do Júri no Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela (CineEco 2013), na Cidade de Seia, que decorrerá entre os dias 19 e 26 de Outubro.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Booster

Booster é uma banda de rock nacional formada em 2008. O seu primeiro álbum "Conceito" foi editado em 2012. Passaram por vários palcos e programas de TV. Em Junho de 2013 editaram o EP "Insónia" como forma de apresentação do 1º single do novo álbum.
A banda teve algumas alternâncias na sua formação, mas actualmente é constituída por:
Paulo Pereira - Voz / Guitarra
Rui Gomes - Guitarra
Miguel "Aleixo" - Baixo
Miguel Ferreira - Bateria

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

José Mourinho

José Mário dos Santos Mourinho Félix, nasceu em Setúbal, Portugal, em 1963 e é treinador de futebol. Começou no Estrela da Amadora como preparador físico e, actualmente, é treinador do Chelsea, tendo passado por outros clubes de renome, tais como: Benfica, Porto, Inter e Real de Madrid. Ganhou vários títulos, tantos nos clubes onde treinou, como a nível individual. Em 2010 foi considerado, pela FIFA, como o melhor treinador do Ano.

domingo, 1 de setembro de 2013

Targino Gondim

Targino Gondim é um sanfoneiro (acordeonista) brasileiro... Vejam AQUI a sua entrevista completa cedida ao espaço "Escrítica"...

Tá ligado?

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Honoré Daumier

Honoré-Victorien Daumier (1808-1879), nasceu em Marselha e foi um caricaturista, pintor e ilustrador francês. É considerado como um dos mestres da litografia e um dos pioneiros do naturalismo.
As suas primeiras litografias foram em 1820, quando trabalhava em diferentes centros gráficos da Cidade. Foi preso durante 6 meses, devido a uma caricatura que ridicularizava o Rei Luís Filipe, em 1831 e, durante esse tempo, retratava os outros detidos. Já em liberdade, assinou contrato com a revista "La Caricature" e com a "Le Charivari". Depois de dominar a técnica da litografia, trabalhou como ilustrador para publicidade e o mercado editorial.

"Gargantua", a charge do Rei de França, que deteve Daumier durante 6 meses na prisão de Ste Pelagic.

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Papa Francisco


"Entre engarrafamentos, aglomerações de fiéis, de curiosos e da imprensa; recepções, missas, mobilização da segurança nacional e a expectativa de que a presença do Papa Francisco irá 'quintuplicar' a população de Aparecida (SP), Pedro Manaças se antecipou e desenhou o que pode ser o verdadeiro desejo do Pontífice depois de tamanha agitação." (Emiliana Carvalho in http://www.escritica.com/p/blog-page_9.html)

"E quem, no fundo, não desejaria abandonar toda a formalidade e o peso de que se investe uma autoridade, para se banhar em tépidas águas, tal criança que vê o mar pela primeira vez? (Isto é, se o clima realmente ajudasse?). Bem captado esta vontade, pelo olhar arguto de Pedro Manaças." (Kyanja Lee)

terça-feira, 25 de junho de 2013

Emiliana Carvalho

Hoje não vamos postar apenas uma caricatura com sua biografia por baixo, vamos entrevistar: Emiliana Carvalho, jornalista, colabora e dirige o site "Escrítica" e é cidadã da Bahia (Brasil)... Vamos saber mais sobre si agora...
Uma entrevista divertida, onde Emiliana revela os autores que mais considera, desmistifica o conceito de solidão e mantém o seu livro fechado quando se fala em projectos futuros... Ora vejam...

Manaturas: Como começou esta sua paixão pela escrita e pelo jornalismo? Já dava entrevistas à família quando era criança?
Emiliana Carvalho: (risos) Sempre tive afinidade com a Comunicação. Decidi ser jornalista aos treze anos e agora é o que sou. Quando pequena, rabiscava os cadernos, livros didáticos de minha mãe, que foi professora, e até mesmo os dicionários. Fazia de conta que estava com um microfone na mão, entrevistando alguém. Acredito que era uma tendência para o jornalismo. Quanto à escrita, apesar de ensaiar algumas letras, não me considero uma escritora, ainda. Sim, uma jornalista.

M: “Escrítica”, o site onde colabora http://www.escritica.com/, refere que é constituído por três brasileiros e dois portugueses. Quem são os outros membros e o que procuram para além do curriculum profissional dos vossos entrevistados?
E.C.: Além de colaborar com o Escrítica, com as entrevistas, eu cuido da direção dele. Fico feliz em saber que brasileiros talentosos como o cronista e dramaturgo Edmar Conceição, o poeta Pedro Sá, o minicontista Wilson Gorj e o fotógrafo e filósofo, Marcos Cesário fazem parte do quadro de colunistas do Escrítica com tamanha competência, uma competência que encontra consonância no talento dos portugueses, José António Franco (escritor e poeta que seu traço, Manaças, já reconhece), do poeta André Tomé e da jornalista Catarina Gomes. Todos eles nos iluminam com uma poética universal.
Enquanto entrevistadora, sinto-me em busca da revelação da individualidade de cada entrevistado por eles mesmos. Em 2009, lancei independentemente o livro-reportagem Retratos de Retratos, que trazia, em tom intimista, o olhar de cada um sobre si mesmo e sobre sua concepção de mundo. São entrevistas que tenho muito orgulho de ter feito, que me aproximaram de vivências completamente diferentes das minhas. E é isso o que eu continuo buscando nos novos entrevistados do Escrítica.

M: O seu site pessoal http://www.emilianacarvalho.com/ contém dois contos... Espero que sejam seus (risos). Já pensou em editar as suas histórias em livro com a colaboração de um ilustrador?
E.C.: (risos) Sim, os dois são meus. Olha, assim que eu tiver pelo menos mais dois, eu vou pensar seriamente no assunto. Quem sabe, você possa ilustrá-los com suas caricaturas?! Uma caricatura a cada dois contos?! (risos)

M: Quando escreve, é essencial o silêncio, ou não abdica de uma boa companhia ou de uma boa música? Qual a sua maior fonte de inspiração?
E.C.: Eu também não acredito que um criador consiga, realmente, criar em conjunto. Mesmo que, porventura, esteja cercado por pessoas - como deve ser o seu caso, Pedro -, há um reduto interior que apenas ele tem acesso, onde ele está só. Marcos Cesário, que é um criador por excelência, com o qual tenho compartilhado a realização de belos projetos artísticos, sempre diz isso. Por observação, sei que a criação é solitária, sempre solitária. Essa é a fonte de inspiração: a solidão.

M: Para além do jornalismo e da poesia, que outro tipo de leitura tem na sua gaveta ou estante?
E.C.: Tenho excelentes companhias. Em relação ao jornalismo, leio muito pouco porque poucos textos valem o tempo para uma leitura; “o jornalismo é ilisível”, como disse Oscar Wilde. Em relação à poesia tenho uma grande admiração pelos versos tortos de Manoel de Barros. Mas, sou apaixonada pela prosa: Anaïs Nin, Clarice Lispector, Milan Kundera, Rubem Braga, Miguel Torga, Henry Miller, José António Franco, Proust, Gonçalo M. Tavares, Montaigne... . A lista é altamente respeitável.

M: No seu mundo das letras, já alguma vez sentiu necessidade de sair e substituir por alguma outra atividade?
E.C.: Não. Até me pus a pensar em certa ocasião o que seria se não fosse jornalista, se não ficasse rondando no mundo das letras, e não consegui pensar em nada. Se tirassem de mim o que faço hoje, ficaria justamente à mercê do nada... Bem, às vezes o nada é alguma coisa (risos). Acho que eu ficaria à mercê de alguma coisa (risos).

M: Qual foi o entrevistado que até hoje mais a fascinou? E houve algum com o qual se tenha arrependido?
E.C.: Adorei todas as entrevistas que fiz, cada uma delas me deu e continua dando uma dimensão da alma humana da forma que preciso para acreditar na vida. Mas, acho que a entrevista com a sertaneja Vitalina, uma mulher de seus 90 anos, solitária, que vive afastada de tudo e que, para mim, tem uma ignorância sapiente foi uma das mais marcantes.  

M: Quais são os seus projetos futuros a curto e a longo prazo?
E.C.: Meu projeto a curto, médio e a longo prazo é quase utópico: ser sempre feliz.


"...Aquiles – sendo, como imagino, tanto mais um herói do espírito do que de armas - certamente se admiraria ao ver-me romper a escuridão dos meus olhos, sem escudo nem espada, a enfrentar sem trégua, inimigos reais e ocultos, vencíveis apenas pela lâmina afiada da imaginação e dos sentimentos. Assim, aprendo a amar o imperceptível, o falível, os rostos da vida, que se acercam sem acenar e que acordam o sentido de minha existência..."

domingo, 16 de junho de 2013

Ana Macedo

Ana Macedo faz hoje 44 anos, vibra com Heavy Metal, não abdica da sua dose diária no ginásio, gosta das imagens da Hello Kitty e é autodidata em pintura e artes plásticas. Aqui vos apresento alguns dos seus trabalhos...

sexta-feira, 31 de maio de 2013

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Lisa Gerrard & Brendan Perry (Dead Can Dance)

Lisa Gerrard e Brendan Perry são os vocalistas e compositores de Dead Can Dance, uma banda formada em 1981, em Melbourne, Austrália, onde apresentam um estilo Gótico / Darkwave / Neoclassical. Após várias alternâncias na formação, nos anos 90 apresentam-se como membros a acompanhar Lisa e Brendan, Lance Hogan, John Bonnar, Ronan O'Snodaigh e Rober Perry. Separam-se em 1998, Lisa volta para Austrália e Brendan muda-se para a Irlanda e seguem a sua carreira a solo. Voltam a reunir-se em 2005 para uma turnê na Europa e América do Norte, como forma de tributo aos fãs. Em 2011 anunciam a sua volta aos trabalhos e lançam o álbum "Anastasis" em 2012.

Álbuns: Dead Can Dance (1984); Spleen And Ideal (1985); Within The Realm Of A Dying Sun (1987); The Serpents Egg (1988); Aion (1990); Into The Labyrinth (1993); Toward The Within (1994); Spiritchaser (1996); Anastasis (2012).

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Davi Pinto


Davi Pinto, despede-se de Portugal e recebeu esta oferta dos seus colegas de trabalho. Foi Oficial de Placa no Aeroporto de Lisboa desde 2010 até ao presente, embora tenha entrado em 2009 para o acolhimento. Mais um colega que se despede da crise portuguesa e volta para a sua Terra Natal. Boa sorte Davi! (Fotografia de Marisa Rodrigues)

sábado, 27 de abril de 2013

Eu aos olhos dos outros

Ao longo do tempo, talvez por andar nestas andanças, também já fui caricaturado e retratado por outros artistas e autores... Mostro-vos aqui o outro lado da história de um caricaturista, desta vez como observado e desenhado...

1998: Visto por Eduardo, caricaturista, chamavam-lhe o "Eduardo Mãos De Pastel", numa festa da Caricatura, no Âmbito das festas populares do Seixal. Nunca mais ouvi falar deste artista.









2011: Visto por Paulo Marques, desenhador de Banda Desenhada. Trabalho desenhado numa forma descontraída, no festival de BD de Beja, numa confraternização entre amigos. Caricatura e retrato não é a sua especialidade...









2011: Visto por Zé Oliveira, caricaturista. Na festa da caricatura ao vivo, incluido no Festival de BD de Beja, onde eu e o Zé fomos os caricaturistas de serviço. Um camarada.









2012: Visto por Susana Zenóglio, formada em Ilustração e Design. Desenho feito na sequência das mostras de Corroios, onde a autora resolveu incluir Manegas, minha personagem de BD.









2012: Visto por Omar Turcios, caricaturista e ilustrador da Colômbia. Desenhado na festa da caricatura ao vivo em Penela, no âmbito da III Bienal de Humor Luis d'Oliveira Guimarães.









2013: Visto por Raquel Carvalheiro, desenhadora e pintora. Desenho de retrato, onde a autora quis fazer-me parecer mais novo, apenas num gesto de amizade entre colegas de trabalho.









2013: Visto por João Raz, ilustrator e desenhador de BD. Desenho executado no convívio do festival de BD de Beja, onde João dá os seus primeiros passos na caricatura.









2013: Visto por António Santiagu, Cartoonista e professor de educação visual. Homenageado no XV Salão Luso-Galaico de Caricatura e 2º lugar no Porto Cartoon. Uma das caricaturas do Workshop de caricatura orientada por Santiagu, em Vila Real.








2013: Visto por Rui Pimentel, cartoonista, vencedor do XV Salão Luso-Galaico de Caricatura. Numa troca de desenhos no Workshop de Caricatura "Desenhar tem muita piada", em Vila Real.









2017: Visto por Belisário, cartoonista. Publicado no jornal "O Despertar" de Coimbra, no ânbito do seu 100º aniversário.









Este post estará em constante remodelação, assim que haja mais para vos mostrar... E para me mostrarem a mim ;)

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Luísa Messias

Luísa Messias, residente em Almodôvar, foi a grande vencedora do passatempo que lancei na minha página pessoal do Facebook, quando coloquei um sketch de Till Lindemann dos Rammstein para que, o primeiro que o identificasse, ganharia uma caricatura personalizada. Luísa demonstrou desde logo uma boa memória visual, tendo a seu favor a sua paixão pela banda Rammstein. Parabéns, Luísa!

terça-feira, 23 de abril de 2013

Till Lindemann (Rammstein)


Nasceu em Leipzig, Alemanha, 1963. Chegou a ser campeão da Europa em Natação pela antiga Alemanha Oriental. Dedicou-se ao estudo de técnicas de pirotecnia e formou-se profissionalmente. Antes dos Rammstein, foi baterista dos First Arsch e Feeling B., tornando-se como mentor e vocalista dos Rammstein em meados de 1991. Depois de um acidente em Treptow Arena, Berlim, 1996, quando o símbolo da banda em chamas caiu do palco sobre o público, Rammstein passaram a ter uma equipa especializada de pirotécnicos.

Deixo-vos com um pequeno trailer feito pela comunidade de fãs em Portugal dos Rammstein, antes de tocarem no Pavilhão Atlântico, Lisboa, 16 de Abril de 2013.

terça-feira, 9 de abril de 2013

Amigos do Entropia

Estes são apenas alguns amigos do Grupo Entropia, um grupo que procura promover a Banda Desenhada e a Ilustração, através da sua divulgação pelas mais variadas formas... 

Poderia ter representado outros autores e simpatizantes da BD, mas já estava apertado e quis destacar mais os companheiros que estiveram juntos no jantar de despedida de Paulo Marques, um dos maiores dinamizadores deste grupo, mas que vai, agora, partir para fora do País. No entanto o grupo continua coeso e unido, e a situação demográfica deixa de ser um problema, já que usufruímos destas modernices da Internet para estarmos sempre em contacto...


Da esquerda para a direita, de cima para baixo: Pedro Manaças, Paulo Marques, João Figueiredo, João Amaral, João Raz, Pedro Bouça, Ana Saúde, Cristina Amaral e Adelina Menaia. Também se encontram as personagens Estranho (Paulo Marques), Fred (João Amaral ou Joca) e o Manegas... As personagens que não são de minha autoria estão aqui vistas por mim e é claro que não são os genuínos originais...

sábado, 30 de março de 2013

Gérard Depardieu

Gérard Xavier Marcel Depardieu, nasceu em Châteauroux, França, 1948. Estreou-se no cinema em 1965, numa curta-metragem "Le Beatnik et le Minet" e na década de 80 consolida-se como um importante actor francês. Foi galardoado com o prémio César em 1980 e 1990 e nomeado como melhor actor estrangeiro no Óscar com o filme "Cyrano". Interpretou o papel de Obélix em "Astérix e Obélix contra César" e "Astérix e Obélix: Missão Cleópatra". Em 2012 renunciou formalmente a sua cidadania francesa e nacionalizou-se russo em 2013.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Aida Teixeira & Nuno Amado

Duas pessoas com profissões completamente distintas: Ela trabalha com papeis e clientes, ele com as peças dos aviões, mas ambos têm uma paixão: a Banda Desenhada, falam a mesma língua quando se teletransportam para o outro mundo, o da fantazia. Ambos uma simpatia, ele mais resguardado, ela com um carisma mais tempestuoso. Ele mais pensador e ela age no momento, ela luta por boas causas e ele apoia... Ambos têm importância na minha vida, ambos dão-me importância, ambos têm sentido de humor e, assim, com Humor lhes respondo...
É desta forma que olho para este casal, será que errei em muita coisa???

domingo, 10 de março de 2013

Vários Jan-Mar

Algumas das encomendas nos últimos 3 meses... Sem identificações, apenas para se ter uma ideia.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...